UPAs de Londrina lotam de pacientes com sintomas de gripe e covid-19

0

 

O aumento de casos de gripe e de síndromes respiratórias associadas à variante Ômicron da Covid-19 fez lotar de pacientes das duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Londrina. Na noite de segunda-feira (03) os usuários reclamaram da demora no atendimento, que chegou a 5 horas no Jardim Sabará.

A maior parte da procura está relacionada a sintomas da influenza, o vírus causador da gripe. Os pacientes relatam febre, dor de garganta, tosse seca e dores pelo corpo, sintomas que também se assemelham ao covid-19.

O cenário não é exclusivo de Londrina, e outras cidades do estado como Maringá, Curitiba e Cascavel também registram demora e aumento atípico da procura por atendimento.

No caso de Londrina, a UPA Sabará (zona oeste) é dedicada exclusivamente ao atendimento de síndromes respiratórias.

Apesar da redução dos casos de infecção pelo coronavírus, as autoridades de saúde pedem que se mantenha os cuidados e as regras de distanciamento social, bem como o uso de máscara de proteção facial e álcool gel.

Fonte: 24h.com.br

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×