Mãe processa banco de sêmen após escolher doador alto e dar à luz anão

0

Matéria de Bebê Mamãe

Uma mãe está processando o banco de sêmen no qual comprou o esperma para realizar sua fertilização in vitro. A mulher de 40 anos é uma famosa escritora em Moscou na Rússia e preferiu não se identificar.

Ela relatou no processo polêmico, de acordo com o jornal britânico Mirror, que escolheu um doador de 1.8m de altura e que tinha outras características que gostou, como boa formação e uma aparência que a agradou.

A mulher pagou ao banco pelo sêmen e depois realizou uma fertilização in vitro. Quando ela já estava na reta final da gestação descobriu a possibilidade de uma séria complicação em seu filho.

E quando a criança nasceu, as suspeitas dos médicos foram confirmadas. O pequeno foi diagnosticado com acondroplasia, que é o tipo mais comum de nanismo. Este tipo de nanismo pode ser hereditário.

A clínica onde a mulher adquiriu o sêmen chama-se Cryos e é dinamarquesa. Mas após o caso, a corte russa ordenou que sua filial na Rússia fosse fechada. Isto foi feito porque a clínica, apesar de alegar realizar uma série de exames nos doadores, não conseguiu comprovar se tais testes realmente são realizados.

Os representantes da clínica se defenderam alegando que realizam testes para 46 síndromes em seus doadores. Eles também sugerir que a clínica onde a fertilização in vitro ocorreu pode ter trocado as amostras. “Nós não nos responsabilizamos por erros que a clínica de reprodução humana pode ter cometido”, alegaram os representantes.

A situação é ainda mais polêmica porque apenas 20% dos casos de acondroplasia são genéticos, o restante ocorre espontaneamente, sem que haja um histórico.

Mãe processa banco de sêmen em caso bem polêmico

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×