Economia: carne e ovos podem ficar até 50% mais caros com seca e geada.

0

Os consumidores brasileiros tem optado por frango, ovos e porco em razão da carne de boi estar com o preço elevado. Porém, as associações de produtores estimam que esses produtos poderão ter aumento de até 50% ainda este ano.

Segundo a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), que tem 143 associados (os principais do ramo no país) isso acontecerá por causa do aumento dos custos de produção nos últimos 12 meses.

O aumento é consequência da subida de preço do farelo de soja e milho, que são os principais componentes da nutrição de suínos e frangos.

Ricardo Santin, presidente da ABPA, disse que as empresas irão repassar, de maneira integral, esse aumento nos custos de produção para o preço de frangos e suínos. A expectativa é que o repasse ocorra ainda esse mês de forma gradual.

Segundo o executivo, os preços vão variar a depender dos praticados pelos frigoríficos, granjas e mercado em geral. Também haverá repasse dos custos para a exportação.

Conforme os estoques de milho e farelo de soja, comprados por um preço menor no ano passado, acabarem, as granjas e empresas e os criadores de frangos e suínos, terão que adquirir no preço atual, bem mais alto, e então, terão de repassar os custos.

A ração tende a ficar ainda mais cara, em decorrência da redução da produção do milho por conta da seca e geada que atingiu o país.

No Mato Grosso do Sul, por exemplo, a estimativa é de que a seca e a geada devem causar perdas de quase 3 milhões de toneladas, segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho. O presidente da Aprosoja-MS, André Dobashi, acredita que é o momento do produtor avaliar de forma minuciosa a sua lavoura e salvar o máximo de milho possível, com foco em aproveitar, de alguma forma, o que sobrou da lavoura.

O superintendente de Inteligência e Gestão da Oferta da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) Alan Silveira dos Santos, afirmou que, o cenário externo e a grande demanda da China, contribuem para a elevação de preços do milho e da soja.

A China foi o principal destino das carnes bovina e suína do Brasil. Também sendo o maior responsável pelo aquisição do frango brasileiro, com U$ 102 milhões, seguida de Arábia Saudita, U$ 71 milhões, e Japão, U$ 66 milhões.   Fonte: economia.uol.com

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×