Cresce número de casos de violência doméstica, durante isolamento, em Curitiba

0

Matéria de Banda B

A Polícia Militar do Paraná registrou um aumento no número de casos de violência doméstica em Curitiba no último final de semana, entre 20 e 22 de março. O período coincide com a determinação para que as pessoas fiquem em casa em razão da pandemia do coronavírus. Segundo a PM, em três dias foram registradas 217 queixas contra 189, do final de semana anterior (13 a 15).

Já os casos de perturbação de sossego tiveram uma queda, também na capital paranaense.  Foram 1.112 casos entre 13 e 15 de março; enquanto entre os dias 20 e 22, foram 972.

A PM informou ainda que atendeu 460 casos de risco de contágio à moléstia grave entre 20 e 22 de março.

De acordo com o comandante do 1º CRPM,  Coronel Hudson, o maior número de casos de violência doméstica foi registrado na sexta-feira (20). “Chamou bastante atenção este aumento de casos envolvendo agressões entre marido e mulher e também entre pais e filhos, entre outros. Na sexta-feira houve um aumento de 97% de casos, no sábado aumento de 38% e no domingo houve uma redução.. Mas isso é natural em função do isolamento já que em casa ocorrem desavenças com as pessoas muito tempo juntas, além de toda a tensão do momento em que vivemos”.

O coronel ressalta que é preciso manter a calma e, em casos de agressão, a PM vai até o local. “A demanda tem sido grande. Nos casos em que podemos orientar por telefone, isso é feito. Já nos casos em que constatamos a necessidade da presença física da PM, uma equipe vai até o local. Os vizinhos também podem fazer este acionamento caso considerem que possa haver risco para os envolvidos”, completou.

O telefone da PM é o 190.

Comentários

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro