Construção de Creche milionária está há mais de 3 anos parada em Jaguapitã; Enquanto isso, pais imploram por vagas

0

Pois, pois, vejam essa: Em fevereiro do ano de 2016 iniciou-se a construção de uma Creche em Jaguapitã, com previsão de término no mês de dezembro daquele ano. Veja as informações na imagem da placa da construção:

Reparem que de acordo com esta referida placa, a obra possui o valor total de R$ 1.262.771,31 (um milhão, duzentos e sessenta e dois mil, setecentos e setenta e um reais e trinta e um centavos). Contudo, quase três anos após o início da construção e mesmo com o valor milionário, não houve finalização da obra.

E para piorar, a construção se encontra em situação de total abandono. O relato pode ser verificado pelas imagens abaixo:

EM 2015, MINISTÉRIO PÚBLICO AJUIZOU AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONTRA PREFEITURA POR NOVAS VAGAS EM CRECHE

Em 2015, o Ministério Público do Estado do Paraná, por intermédio da Promotoria de Justiça de Jaguapitã, ajuizou uma Ação Civil Pública com intuito de “forçar” o município a providenciar novas vagas para a educação infantil. Essa ação ainda não foi finalizada e até o momento o problema está longe de ser resolvido.

Em conversa com a nova promotora de Justiça da Comarca, Dr. Amanda Ribeiro dos Santos, ela relatou que toda semana ao menos uma família vai até o Ministério Público em busca de conseguir vaga em Creche no município de Jaguapitã. 

A representante do Ministério Público ainda comentou a situação da obra da nova creche que está parada desde 2016: “O abandono de uma obra destinada a construção de uma creche é de extrema gravidade, tanto pelo alto valor – passa de um milhão de reais -, quanto pela demanda, tendo em vista que atualmente a procura de vagas é constante por parte dos pais que necessitam que os filhos permanecem em creches para poder trabalhar”, finalizou Amanda.

Por fim, a promotora informou que foi feito um pedido à prefeitura para que a obra seja retomada o mais breve possível e, além disso, seja realizada uma audiência de conciliação com o intuito de conseguir o fornecimento do algumas vagas para as famílias mais necessitadas. 

 

Será que agora vai?

 

 

Comentários

Os comentários estão desativados.