Porecatu vive pior momento da pandemia e proíbe atendimento presencial em mercados

0

Na contramão de outros municípios de nossa região que veem os casos de Covid-19 caírem consideravelmente, Porecatu vive seu pior momento desde o início da pandemia. 

De acordo com o último boletim divulgado pelo município na última sexta-feira, 07 de maio, 1.000 moradores se infectaram ao todo, desses, 109 são casos ativos e 78 suspeitos. Além disso, 28 moradores perderam a vida em decorrência do Covid-19, dois deles nas últimas horas e 13 estão internados. 

PREFEITO TENTA ACABAR COM AGLOMERAÇÕES

Vivendo um momento delicado, o prefeito do município, Fabio Luiz Andrade, emitiu um novo decreto tentando evitar maiores aglomerações na semana que está por vir. 

De acordo com o decreto, a partir da próxima segunda-feira, 10 de maio, supermercados e mercearias só poderão atender via Delivery. Além disso, prédios públicos permanecerão fechados com atendimento apenas de serviços essenciais. 

Antes das novas decisões, um decreto anterior (048/2021) estipulou um “toque de recolher” das 18:00 às 05:00, com lanchonetes, bares e restaurantes somente com o serviço de entrega neste período. 

Os demais estabelecimentos comerciais (menos supermercados e mercearias), só podem atender presencialmente 30% de sua capacidade. 

 

Feiras livres, confraternizações, locações para festas, abertura de clubes e a prática de esportes coletivos estão proibidas. 

O decreto é válido até o dia 16 de maio.

COMARCA EM ALERTA

Com o aumento considerável de casos de Covid-19 no município de Porecatu, municípios da Comarca (Florestópolis, Prado Ferreira e Miraselva) estão em alerta. 

De acordo com os novos boletins, todos registraram novos casos ativos de Coronavírus. 

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×