Após perseguição, suspeito solta cachorro pitbull em cima de policiais militares, que atiram e matam o animal

0

Matéria de G1 Presidente Prudente e Região

Na manhã de segunda-feira (20), a Polícia Militar perseguiu por ruas e avenidas de Presidente Prudente um motociclista, de 18 anos, que, durante a fuga, transitou na contramão pelas vias públicas.

Os policiais seguiram o suspeito até sua residência, no bairro Cecap. O rapaz, depois de entrar em sua casa com a moto, soltou seu cachorro da raça pitbull, que estava preso, na direção dos policiais, que atiraram e mataram o animal.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, o tiro foi em legítima defesa, para evitar um possível ataque do animal.

Ainda segundo a ocorrência, durante a perseguição, o condutor subiu em canteiros, transitou pela contramão e cruzou semáforos no sinal vermelho. A fuga começou quando o suspeito notou a presença de uma viatura policial.

Ao ser questionado, o motociclista alegou ter fugido por medo de ser multado, pois estava usando chinelos e a moto estava sem retrovisor.

A moto foi apreendida e o suspeito, depois de ser ouvido, foi liberado.

Perseguição

Conforme o Boletim de Ocorrência, a perseguição teve início na Avenida Manoel Goulart, quando o motociclista percebeu a presença da viatura policial e fugiu.

Em seguida, ele acelerou e subiu em uma lombofaixa de trânsito, ingressando no sentido contrário da via, momento em que a viatura iniciou a perseguição. Ele ainda invadiu um canteiro central na Avenida Manoel Goulart.

Na sequência, o condutor ingressou pela Rua Belo Horizonte até a Avenida Washington Luiz, passando pela ruas Equador, José Alfredo da Silva e Panamá. Em todas as vias, o suspeito transitou na contramão.

O motociclista, segundo o boletim, retornou à Avenida Washington Luiz, cruzou semáforos no sinal vermelho, ingressou na Rua Dona Militânia e depois novamente pela Avenida Manoel Goulart, onde voltou a cruzar semáforos com o sinal vermelho.

Ele seguiu até a rotatória do Jardim Monte Alto, depois ingressou na Rua Joaquim Pereira da Paixão. Seguiu pela via por alguns metros e posteriormente passou a transitar pela Avenida das Flores.

Por fim, o motociclista ingressou no bairro Cecap, onde reside.

Ele, segundo o boletim, abriu o portão de sua casa, entrou com a moto e soltou seu cachorro, que foi em direção dos policiais que o haviam perseguido até o local.

O animal foi morto por um tiro disparado por um dos policiais, que, de acordo com a ocorrência, realizou o disparo para se defender, pois o cachorro teria avançado contra a equipe.

A ocorrência foi registrada na Delegacia Participativa da Polícia Civil como perigo para a vida ou saúde de outrem e trafegar em velocidade incompatível.

Polícia Militar

Em nota, a Polícia Militar do Estado de São Paulo informou que, em atendimento a uma ocorrência de desobediência a ordem de abordagem e direção perigosa, a equipe de policiais, ao conseguir alcançar o rapaz, quando já entrava com a motocicleta no quintal de sua residência, “foi atacada por um cão da raça ‘pitbull’ sendo necessária a utilização de arma de fogo para impedir o ataque do animal”.

A PM ainda reiterou que a ocorrência foi apresentada na Delegacia da Polícia Civil e que o local onde o cachorro morreu foi periciado “para a devida investigação”.

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×