Urologista afirma que cerca de 90% dos tumores de próstata são curáveis quando diagnosticados no início

0

Via: G1

O médico urologista Felipe de Paula, que atua em Presidente Prudente, afirmou que cerca de 90% dos tumores de próstata são curáveis quando diagnosticados no início.

O especialista participou do G1 Entrevista e falou sobre prevenção e tratamento do câncer de próstata, além das ações do Novembro Azul, mês dedicado à conscientização sobre a doença.

“É importante ressaltar que especificamente quando a gente fala de tumor de próstata, nos estágios iniciais da doença, que é quando a gente ainda consegue tratar e curar, cerca de 92%, 93% dos tumores de próstata, quando diagnosticados no início, são curáveis”, afirmou o urologista.

 

Felipe de Paula também explicou que os tumores que causam o câncer de próstata não apresentam sintomas.

“É importante ressaltar que eles [tumores]não apresentam sintoma. A pessoa não sente absolutamente nada e é por isso que você precisa procurar o seu urologista e fazer os exames preventivos depois dos 45 a 50 anos anualmente. Não adianta esperar sentir alguma coisa. Quando a gente sente alguma coisa, em relação ao câncer de próstata, muito provavelmente já passou a hora de tratar”, explicou o médico.

Na opinião do urologista, os homens não apresentam resistência em fazer exames preventivos, mas falam pouco sobre o assunto.

“Eu não acho que os homens tenham resistência em fazer o exame. Eu acho que talvez eles comentem, falem menos sobre o assunto do que as mulheres. A mulher muitas vezes não tem problema em dizer: ‘Olha, fui fazer meu papanicolau, fui fazer minha mamografia, meu exame preventivo’. O homem muitas vezes faz, mas ele não fala sobre isso. Mas, hoje em dia, a procura pelo sistema de saúde é grande”, afirmou Felipe de Paula.

O urologista ainda explicou que a prevenção ao câncer de próstata é realizada através de dois exames e que ambos são complementares.

“O que a gente faz quando faz prevenção de próstata? Basicamente são duas coisas. O exame de sangue, e aí é o PSA, que é o exame de dosagem sanguínea, e o exame do toque, que é o exame físico. É importante dizer, sempre se faz as duas coisas. Eles são complementares. Só o exame de sangue deixa passar ao redor de 30% dos pacientes com tumor de próstata e só o toque não é também 100% eficiente. Tem que fazer toque e exame de sangue”, esclareceu o médico.

 

Felipe de Paula finalizou a entrevista dizendo que o homem deve se preocupar com a saúde de modo geral.

“É importante dizer que a saúde do homem vai muito além de só avaliar a próstata. A gente lembra no mês de novembro, Novembro Azul, a próstata, o câncer de próstata, mas o homem tem que se cuidar de uma maneira geral. Colesterol, triglicérides, diabetes, pressão alta, a próstata, outros tipos de tumor que também acometem a saúde masculina. Então, esse mês é pra lembrar a gente de ir ao médico, fazer todos os exames preventivos e cursar com saúde pra que gente possa cuidar da nossa família”, concluiu o urologista.

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×