Segundo Dorski, dono do Madero “Brasil não pode parar por causa de 7 mil pessoas que vão morrer”

0

O empresário curitibano Júnior Dorski, dono da rede de restaurantes Madero, gravou um vídeo afirmando que o Brasil não pode parar por causa do coronavírus. Segundo ele, a situação será muito pior se o país parar com o ele chama de “lockdown”. “Vamos chorar cada uma dessas pessoas que morrerem com o coronavírus. Mas não podemos (parar) por conta de 5 mil ou 7 mil pessoas”, disse ele, citando uma previsão de mortes pela covid-19.

“O Brasil não pode parar dessa maneira, o Brasil não aguenta. Tem que ter trabalho, as pessoas têm que produzir, têm que trabalhar”, disse ele, em um vídeo em seu perfil no Instagram. “As consequências que vamos ter no futuro vão ser muito maiores que as pessoas que vão morrer agora com o coronavírus”.

“Vamos chorar cada uma dessas pessoas que morrerem com o coronavírus. Vamos cuidar dos idosos, é nossa obrigação. Mas não podemos (parar) por conta de 5 mil ou 7 mil pessoas”, afirmou o empresário. “Eu sei que é muito grave. Mas muito mais grave é o que o acontece no Brasil. Em 2018, morreram mais de 57 mil pessoas assassinadas. Mais de 6 mil por desnutrição”.

Segundo Durski, mesmo sem o coronavírus, o Brasil vai ter 400 mil mortes nos próximos dois anos de inanição, fome, assassinato ou falta de saneamento básico. “Não pode parar o Brasil. Vamos pensar em quem tem que trabalhar. Não pode simplesmente os infectologistas decidirem que todo mudo tem que parar, independente das consequências gravíssimas que vai ter na economia”, disse. “As pessoas vão morrer de loucura porque não vão ter empregos e dinheiro para sustentar famílias. Hoje temos 13 milhões de desempregados, esse número vai para 30 milhões, vai ser o caos. Vai levar dois anos para recuperar isso”.

O empresário disse que não fala por ele. “Minha empresa tem condições e recursos para passar seis meses parada. Não estou preocupado comigo nem com os 8 mil empregados que temos. Estou preocupado com o pequeno empresário, o vendedor de pipoca, o que tem um mercadinho ou barzinho, eles vão quebrar. Preocupado com os 40 milhões que não vão ter emprego em 2021. Tem que ser mais realista”, disse. “Vamos sair dessa. O brasileiro é um povo valente. Com fé em Deus, agora colocando um voto de confiança nas autoridades”.

Fonte:Bem Paraná

Comentários

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro