Rodovia entre Itaguajé e Colorado recebe serviço de tapa buraco

0

Matéria de Programa J. Silva

A empresa ECOSUL de Paranavaí está prestando serviços junto da ENPAVI de São Paulo para atender a demanda de serviços.

Após a fala do secretário de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná, Sandro Alex, na manhã desta terça-feira aos ouvintes do Programa J. Silva, a equipe de reportagem esteve logo após almoço percorrendo a rodovia PR-542, trecho que liga as cidades de Colorado e Itaguajé.

A rodovia é uma das principais rotas de acesso do interior aos grandes centros pelo estado, além de proporcionar acesso aos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, está na lista de um dos piores trechos de circulação de veículos, graças a situação calamitosa em que se encontra, quando falamos em conservação asfáltica.

Já no município de Itaguajé dentro do famoso “túnel de eucalíptos”, nossa equipe visualizou um caminhão com quatro trabalhadores, sendo um motorista e três operários que realizavam o serviço de tapa-buracos na rodovia. O caminhão basculante estava pela metade do material (pedra com uma mistura de piche) que era descarregado com pás, enxadas e em alguns buracos de grande tamanho, se basculava a carga para tapar as imperfeições na via.

Um pouco mais à frente, há cerca de 2 km e já dentro de Itaguajé, um segundo caminhão com mais quatro trabalhadores realizavam o mesmo serviço. Ao conversar com um dos trabalhadores que, não teve autorização em gravar entrevista, o mesmo nos relatou que uma junção da empresa ECOSUL (com sede em Paranavaí) e a ENPAVI ( esta com sede em São Paulo e ganhadora da licitação) fundaram uma associação, onde a ENPAVI está de momento cedendo trabalhadores e a ECOSUL os caminhões e motoristas para realizar tal serviço.

O trabalho de tapa-buraco na via se prolongou até por volta das 18:00 hrs, porém, na manhã desta quarta-feira, ouvintes do programa entraram em contato com o apresentador J. Silva relatando que até por volta das 9:30 hrs, não haviam mais trabalhadores ao longo do trecho, nem na região. 

Comentários

Os comentários estão desativados.