Projeção do PIB de 2019 é a mais baixa desde janeiro do ano passado

0

O Comitê de Acompanhamento Macroeconômico da Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercados Financeiro e de Capitais baixou para 2% a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2019. O comitê é composto por 25 economistas das empresas associadas à entidade, englobando os dos maiores bancos do País. A hipótese para o crescimento do Brasil neste ano é a menor desde janeiro de 2018. O último boletim Focus, do Banco Central, idealizou, de fato, o mesmo índice: 2,01% (confira no quadro).

No decorrer da campanha eleitoral do ano passado, a perspectiva do comitê era de um crescimento de 2,5%. Com a vitória do presidente Jair Bolsonaro, os economistas disputaram num salto maior da economia. Em dezembro, o pressuposto era de um PIB de 2,8% para este ano.

O comitê afirma também que uma projeção de maior crescimento pode ser exibida devido à esperança de novos investimentos que não dependem necessariamente da reforma, mas da consolidação de um lugar mais benéfico aos negócios.

Foto: Folha Arte

Comentários

Os comentários estão desativados.