Policiais, profissionais da saúde e professores do Paraná entram em greve nesta terça-feira

0

Milhares de servidores públicos do Paraná entram em greve a partir desta terça-feira (25). A paralisação foi confirmada por professores da rede pública e superior do estado, policiais civis e militares, agentes penitenciários e várias outras classes de servidores estaduais. Até o momento, 30 entidades já confirmaram que cruzarão os braços.

Os trabalhadores denunciam uma defasagem de até 17% nos salários. Para os servidores, o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), está dando um “calote” e desrespeitando uma promessa de campanha.

Participarão da greve professores e funcionários das instituições do ensino básico e superior da rede pública estadual, médicos enfermeiros, policiais civis, agentes penitenciários, escrivães, peritos e demais categorias do funcionalismo público do Paraná.

Os trabalhadores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%.

Segundo os professores, o governo terá até o final desta segunda-feira para apresentar uma proposta e a greve não ser realizada.

Confira a nota do Governo do Paraná:

Considerando o disposto na LDB e na deliberação No. 02/2018-CEE/PR, referente ao cumprimento dos 200 dias letivos, e na Resolução nº 5075/2018-GS/SEED, referente ao cumprimento do calendário escolar, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte: 

1. Orienta aos servidores da Educação que as aulas ocorram normalmente em todas as instituições de ensino na rede estadual da educação básica, de maneira a evitar prejuízos no cumprimento do Calendário Letivo e a necessidade de reposição de aulas. 

2. Orienta que eventuais ausências de professores e funcionários sejam normalmente registradas no relatório mensal de frequência – RMF, resultando no desconto em folha das horas não trabalhadas. 

3. Informa que, se necessário, a reposição das aulas será realizada em período de recesso e de férias.

 

Confira a lista completa de entidades:

– Policia Civil ( Sindipol, Adepol, Sinclapol, Sindespol)

– APP-Sindicato (Professores(as) e Funcionários(as) de Escola

– Sintespo Ponta Grossa (Técnicos(as) e Professores(as) da UEPG)

– Sindiseab (Servidores da Agricultura, Meio Ambiente, FUNDEPAR e afins)

– SindipoL (Policiais Civis de Londrina e Região)

– Sinpoapar (Peritos oficiais e Auxiliares)

– Sindarspen (Agentes Penitenciários)

– Sindiprol (Professores do ensino superior de Londrina e Região)

– SindiSaude (Trabalhadores(as) da Saúde)

–  Assuel Londrina (Técnicos-administrativos da UEL)

– Adunicentro (Sindicato dos docentes da Unicentro Irati e Guarapuava)

– Sinduepg (Sindicato dos docentes da UEPG)-

– SinDetran (Servidores(as) do Dentran)

– Sintesu (Docentes e Agentes Universitários de Guarapuava e Irati)

– UEM ( 4 entidades)

– Policia Militar (9 entidades)

 

 

 

Fonte: Tarobá News

 

 

 

Comentários

Os comentários estão desativados.