Paraná começa programa para evitar desperdício de alimentos

0

Um novo projeto criado pela Secretaria de Estado de Agricultura e do Abastecimento e Ministério da Cidadania vai contribuir para evitar o desperdício de alimentos em todo Paraná nos próximos dois anos. Serão feitas ações para reduzir as perdas e desperdícios nas diferentes ligações da cadeia produtiva e do abastecimento de alimentos.

O investimento total será de R$ 1,030 milhão, sendo R$ 1 milhão procedente do Ministério, e R$ 30 mil da Secretaria de Agricultura. O projeto estimula o consumo e a produção responsáveis, além da redução de 50% do desperdício de alimentos, com sintonia com a meta ODS 12 da Organização das Nações Unidas (Onu), da qual o Brasil é assinante.

É esperado um mapeamento de gargalos na cadeia – Agricultor – Organização da Agricultura Familiar – Escolas – Ceasas – Bancos de Alimentos – entidades assistenciais e consumidores. O intuito é sensibilizar os atores com a criação de um protocolo de ações para reduzir o desperdício de alimentos no Estado, nos níveis de varejo e do consumidor, além de diminuir  as perdas de alimentos ao longo das cadeias de produção e abastecimento, incluindo as perdas pós-colheita.

A ideia do projeto é do Desan (Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional), em parceira com a Emater (Instituto Parananense de Assistência Técnica e Extensão Rural), Fundepar (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional), Ceasa, Associação Paranaense de Supermercados (Apras), Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e Câmara Governamental Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan).

Foto: Maringá.Com

 

Comentários

Os comentários estão desativados.