Operação do GAECO contra fraude em licitações em Guaraci acaba com sete detidos

0

Integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizaram uma operação no município de Guaraci que culminou em sete pessoas detidas na manhã desta sexta-feira, 27 de abril.

A operação ainda cumpriu 12 mandados de busca e apreensão. Além de Guaraci, os mandados também foram cumpridos em Santa Fé, Colorado e Astorga, todas as cidades localizadas na região norte.

De acordo com o promotor Guilherme Afonso Larsen Barros, a fraude nas licitações teria provocado um prejuízo de aproximadamente R$ 1 milhão ao município de Guaraci, entre 2016 e 2017.

Barros explicou que o esquema consistiria em um acordo entre empresas de Santa Fé, Astorga e Colorado. Elas combinavam orçamentos que seriam apresentados nas licitações da prefeitura. Os objetos das licitações fraudulentas seriam: Fornecimento de peças, serviços de mão de obra para veículos e serviço de assessoria contábil.

Segundo informações colhidas da operação, entre os presos estão um vereador, que é funcionário de carreira da prefeitura e assinava o recebimento de peças automotivas que nunca eram entregues. Quatro integrantes da mesma família (pai, filha e dois filhos), residentes de Santa Fé que participavam das licitações de peças automotivas com empresas de fachada para dar volume. Dois contadores terceirizados da prefeitura, donos de empresas investigadas.

A residência da imagem está no mesmo endereço de algumas empresas de fachada em Santa Fé, que participava das licitações em Guaraci.

Os detidos ficaram presos preventivamente e só serão ouvidos após o feriado. Além disso, a investigação continua e a operação pode ganhar novos capítulos.

O poder judiciário não autorizou a divulgação dos nomes dos envolvidos.

Confira a entrevista que o Promotor de Justiça da Comarca de Jaguapitã:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *