Operação “Boi na linha” prende golpista em Jaguapitã

0

A casa caiu: Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba, prenderam 4 mulheres na região de Londrina por suspeita de envolvimento em uma quadrilha que aplicava golpes por telefone. Uma delas, Tamires Rodrigues Alcantara (na imagem), era do município de Jaguapitã.

Ao todo foram cumpridos 7 mandados de prisão e outros 7 de busca e apreensão. A ação foi batizada de Operação Boi na linha. As investigações começaram há 4 meses. Moradores da capital, que tiveram os carros furtados ou roubados, denunciaram que eram extorquidos, por telefone, para ter os veículos de volta. A quantias pedidas variavam de R$ 500 a R$ 2000.

As ligações eram feitas por um detento que está em um presídio no interior do estado de São Paulo. O homem, que não teve a identidade revelada, se passava pela pessoa que estava em posse do veículo roubado. As investigações apontam que ele conseguia as informações através de redes sociais. O contato era feito por celular e o dinheiro deveria ser depositado em uma conta bancária.

Mas os golpistas não estavam com os carros e as vítimas perdiam o contato com a quadrilha após fazerem os depósitos. Ao menos 10 pessoas fizeram a denúncia na delegacia de Roubos e Furtos de veículos de Curitiba.

Segundo a polícia civil da capital, as mulheres presas e outras pessoas suspeitas de envolvimento emprestavam as contas bancárias para os depósitos e ficavam com parte do dinheiro. Elas podem responder por organização criminosa mediante extorsão. A polícia continua as buscas por mais envolvidos na região de Londrina.
A operação conta com apoio do 15ª Batalhão de Polícia Militar de Rolândia.

Com informações de Ticianna Mujalli – Tarobá News

Comentários

Os comentários estão desativados.