Munhoz de Mello: Prefeito atual e dois ex-prefeitos estão com bens bloqueados pela justiça

0

Pois, pois, o “trio ternura” da política de Munhoz de Mello teve a indisponibilidade de bens no valor de R$ 80.979,19 confirmada. Essa é uma decisão liminar do Poder Judiciário da Comarca de Santa Fé, que acatou um pedido do Ministério Público. 

O atual prefeito Geraldo “Gera” e os ex-mandatários Gilmar e Celso estão sendo processados em conjunto por um ato de improbidade administrativa. 

 

Mas o que aconteceu? No início do mandato de Gera e no final da gestão de Gilmar, eles nomearam Celso como secretário de Agricultura de forma irregular, pois ele era impossibilitado de ser contratado em cargos públicos devido a uma condenação anterior por improbidade administrativa. Outro agravante na contratação era o fato de Celso ter parentesco com o vice-prefeito de Gera.

E o rombo no bolso pode ser pior. A multa civil estipulada pelo Ministério Público após à conclusão do processo é de pouco menos que 2 milhões de reais, R$ 1.882,960,00 ao todo. Veja:

SAI GERA VOLTA GILMAR 

Mas independente de bloqueios, tudo indica que nada vai mudar na política de Munhoz de Mello. Como já está em seu segundo mandato, o atual prefeito não poderá concorrer à reeleição e provavelmente ele e o grupo irá indicar Gilmar para voltar à frente da prefeitura. 

Comentários

Os comentários estão desativados.