Mulher é presa após enviar medicamentos abortivos para Arapongas

0

Nesta quarta-feira (24), policiais civis de Arapongas cumpriram um mandado de busca e apreensão no município de Diadema/SP e encontraram diversos medicamentos de comercialização proibida e controlada, além de mais de R$ 50 mil. Uma mulher, de 39 anos, responsável pela venda do remédio acabou sendo preso.

De acordo com a Polícia Civil de Arapongas, as investigações tiveram inicio em outubro de 2020, quando os investigadores apreenderam um medicamento abortivo enviado pelos correios. Assim que a polícia identificou quem estaria comercializando e representou pela prisão temporária e busca e apreensão domiciliar, que ocorreu em Diadema.

A Polícia ainda relatou que a suspeita teria uma página nas redes sociais onde comercializava vários tipos de medicamentos que eram utilizados como abortivo.

Conforme as investigações, as vendas eram realizadas para diversas localidades do país, que produtos eram enviados pelos correios.

Além da mulher, também foi preso um homem, de 43 anos, que teria participações no esquema.

Policiais civis da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes – DISE, da cidade de Diademas prestaram apoio na prisão.

 

Fonte: TnOnline

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×