Mulher descobre que foi criada como filha de sequestrador por 44 anos

0

Matéria de Ric Mais

Aos 46 anos, Simone Aparecida Lopes Garcia descobriu que foi criada pelo seu sequestrador em Cariacica, em Vitória. A cuidadora, com 46 anos, descobriu que havia sido sequestrada com dois anos após ter desconfiado da história contada pelo sequestrador.

Segundo a mulher, o sequestrador dizia que sua mãe era alcoólatra e havia morrido, porém, ela nunca tinha visto o atestado de óbito ou qualquer outro documento. Para o jornal Estadão, toda vez que ela tocava no assunto, seu ‘pai’ ficava bravo.

“Como ele era muito violento, eu deixava para lá. Em maio de 2006, ele sofreu um derrame e ficou muito ruim. Fui a última pessoa a falar com ele, antes de morrer, e pedi que falasse se minha mãe estava viva. Ele negou…preferiu que esse segredo terrível morresse com ele.”

Depois da morte do ‘pai’ e sequestrador, o desejo de saber sobre sua mãe aumentou. Além disso, Simone Aparecida Lopes Garcia contou que os cinco filhos também perguntavam sobre a avó, por isso, ela resolveu pesquisar sobre a história da morte.

‘Entendi que eu era a menina sequestrada’

Em busca de informações sobre a mulher que ela acreditava ser sua mãe, a cuidadora descobriu que havia sido sequestrada após uma ida à delegacia. Além disso, Simone Aparecida Lopes Garcia também descobriu que não era filha da mulher que o sequestrador apontou.

“Eu soube que tinha um processo envolvendo quem se dizia ser meu pai na delegacia de Tanabi. Quando vi o que era, meu mundo caiu. Fiquei em choque, pois logo entendi que eu era a menina sequestrada e estava lá o nome dele como meu sequestrador.”

Após se inteirar no processo, a cuidadora descobriu que sua verdadeira mãe, Neide Pereira dos Santos, a procurou por dois anos, mas que o processo foi arquivado sem muita investigação.

“Ela morava na zona rural e era muito pobre. Mesmo assim, ela procurou em casa de familiares dele por toda região. A família Garcia era bem sucedida, tinha até parente delegado.”

Sequestrador era próximo da família biológica

Simone Aparecida Lopes Garcia descobriu que sua mãe havia sido abandonada pelo seu pai biológico e o sequestrador, identificado como Pedro, que era casado com uma prima do verdadeiro pai da cuidadora, pediu abrigo na casa da sua mãe.

Então, Pedro se mudou para a residência humilde com um adolescente, que ele afirmou que ‘pegara para criar’. Após sequestrar Simone, o homem a levou para o Paraná e, em seguida, para o Espírito Santo, sem despertar suspeitas.

Mulher criada por sequestrador sofreu abusos sexuais

A cuidadora contou que desde os quatro anos era abusada sexualmente pelo adolescente que o sequestrador criava. Para fugir dos estupros e das agressões que sofria do seu ‘pai’, ela foi morar com a mãe do sequestrador.

“Isso [abuso]foi até quando eu tinha nove anos e ele 21. Gostaria que ele fosse encontrado agora e responsabilizado pelo que fez”

Vítima quer sobrenome da verdadeira família

A cuidadora afirmou que, atualmente, vive por dois objetivos: recuperar a identidade que lhe foi roubada e encontrar sua verdadeira família.

Vou trocar toda a documentação para Simone Aparecida Pereira dos Santos.”

Comentários

Os comentários estão desativados.