“Milícia” do MST deixa pelo menos 15 feridos em acampamento em Florestópolis

0

No início da manhã desta quinta-feira, 31 de maio, o acampamento Zilda Arns, que fica localizado na Fazenda Porta do Céu, no município de Florestópolis, foi invadido por um tipo de milícia do MST que tocou o terror contra dezenas de acampados que estavam local.

Segundo informações, eles estavam munidos de armas de fogo (espingardas, revolveres e pistolas) e de uma forma bastante violenta renderam algumas famílias, roubaram pertences e expulsaram dezenas de pessoas do acampamento.

A polícia militar foi acionada e vítimas com ferimentos foram vistas à beira da rodovia, PR-170, nas proximidades do acampamento. Pelo menos 15 pessoas sofreram algum tipo de agressão, dentre elas, um deficiente físico.

O motivo do ataque seria uma associação criada por parte dos acampados que estaria gerando grande insatisfação com lideranças do MST. Uma das vítimas relatou que essa associação foi criada com o intuito de melhorar às condições vividas pelas famílias que estão no local.

E essa luta por melhorias estaria gerando grande descontentamento com os líderes do movimento sem terra.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Municipal de Florestópolis. Sete membros do MST envolvidos no ataque, incluindo o líder do movimento, foram identificados e responderão judicialmente por esse ato criminoso.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *