Jovem faz selfie embaixo de escombros de prédio e envia em grupo da família

0

Matéria de Tem Londrina

Uma das pessoas que ficaram soterradas sob os escombros do prédio que desabou em Fortaleza, no Ceará, no último dia 15, tirou uma selfie, enquanto estava ainda preso, e enviou a foto para o grupo da família no WhatssApp para tranquilizar a todos e mostrar que estava bem.

O estudante de arquitetura, Davi Sampaio, morava no edifício no bairro Dionísio Torres, na área nobre da cidade, que ficou completamente destruído após desabar na manhã de terça-feira. O prédio possuía sete andares. Davi, conseguiu usar o telefone celular não só para comunicar com a família, mas também para orientar as equipes de resgate para que fosse encontrado. Ele é uma das várias pessoas que foram encontradas com vida após o desmoronamento.

O comerciante Paulo Rômulo, pai de Davi Sampaio, recebeu a selfie e uma ligação do filho enquanto ele ainda estava sob os escombros do edifício. “Eu pensava que era até um trote. Eu nem estava acreditando”, contou.

Segundo Rômulo, o filho lhe disse: “Papai estou debaixo da estrutura do prédio, que desabou”. Para comprovar, mandou uma selfie tirada no local, com o corpo levemente coberto de poeira e pequenas escoriações num dos braços.

Davi foi socorrido e levado para um hospital particular. Segundo o pai, os danos foram apenas materiais.

“Isso daí [o apartamento]eu recupero. Vão-se os anéis, ficam os dedos. O ruim é quando levam o anel com dedo e tudo”. Segundo o pai da vítima, o prédio apresentava problemas havia algum tempo. “Havia descascados da parte de baixo até o fim”, disse. Rômulo contou que sete pilares de um dos lados do prédio estavam descascados. Para o comerciante houve negligência da empresa que fez o prédio.

Comentários

Os comentários estão desativados.