Condutor que causou acidente que matou filha de ex-vereadora de Centenário do Sul é condenado e tem habilitação suspensa

0

Um acidente que entristeceu o município de Centenário do Sul, ocorrido em 30 de outubro de 2013, teve um capítulo importante na última terça-feira, 12 de março de 2019, pouco mais de cinco anos depois. 

A tragédia ocorrida na PR-450, entre Centenário do Sul e Porecatu, tirou a vida de uma jovem moradora de Centenário do Sul, Amanda Ribeiro dos Santos, filha de Adriano Tavares dos Santos, antigo secretário de saúde do município e Aparecida Ribeiro de Castro dos Santos, ex-vereadora. Amanda e seus pais estavam em uma Parati que foi atingida frontalmente por uma caminhonete D-20 conduzida por Carlos Henrique Castoldi. Ele perdeu o controle do veículo e invadiu à pista contrária. A jovem foi a única que não sobreviveu.

CONDUTOR QUE CAUSOU ACIDENTE É CONDENADO E TEM HABILITAÇÃO SUSPENSA

Mais de cinco anos após o acidente, período em que testemunhas importantes foram ouvidas e laudos foram examinados, o condutor da D-20 foi condenado pela vara criminal do poder judiciário da comarca de Centenário do Sul, na última terça-feira, 12 de março. 

Carlos Henrique Castoldi foi enquadrado em Homicídio Culposo (sem intenção de matar) e lesão corporal na direção de veículo automotor. Ele foi condenado a 02 anos, 09 meses e 18 dias de detenção em regime aberto e teve sua habilitação suspensa por 08 meses e 12 dias. 

O outro réu do mesmo processo, Valdecir Leonel Furlan, que conduzia um trator à beira da rodovia nas proximidades do acidente, foi absolvido.

A ação de reparação por danos morais e materiais segue tramitando na vara cível de Centenário do Sul.

 

Comentários

Os comentários estão desativados.