Ciúmes mortal: Mulher mata companheiro a facadas em Rancharia

0

Uma mulher de 37 anos foi presa em flagrante na noite deste sábado (4) após assassinar a facadas seu próprio companheiro, em uma fazenda, na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Rancharia.

A Polícia Militar foi acionada para comparecer na propriedade rural, onde havia ocorrido um esfaqueamento.

Ao chegarem no local, os militares encontraram a vítima caída no chão com sangramentos. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o hospital de Rancharia, onde faleceu.

Ainda na fazenda, os policiais foram informados de que a suspeita ainda havia atingido golpes nos braços de mais duas pessoas, que receberam atendimento médico na Santa Casa de Martinópolis.

Em seguida, a suspeita fugiu para Martinópolis, segundo a PM.

Com informações sobre o paradeiro da mulher, os policiais conseguiram localizá-la na casa de familiares, na Vila Alegrete.

Segundo a PM, próximo da casa dos familiares havia um táxi, com placas de Pracinha, em que possivelmente a suspeita fugiria.

Questionada sobre a faca usada no crime, a suspeita disse ter dispensado no local.

Ciúmes

O delegado da Polícia Civil Fábio Bonini Ferrão informou ao G1 neste domingo (5) que os golpes atingiram a altura do pescoço e o peito da vítima.

Segundo Ferrão, os envolvidos estavam embriagados.

Em depoimento à polícia, a suspeita alegou que estava na fazenda, em uma confraternização com seu companheiro, sua irmã, o namorado da irmã e alguns funcionários da propriedade.

Em determinado momento, a vítima conversou com uma adolescente, o que motivou ciúmes na suspeita. Ela e seu companheiro começaram a discutir, sendo que a vítima chegou a puxar os cabelos da mulher. Em seguida, ela foi até a casa pegou uma faca e, quando seu companheiro se aproximou para agredi-la novamente, desferiu vários golpes contra a vítima, segundo o relato da suspeita à Polícia Civil.

A irmã e o cunhado da suspeita tentaram separar a briga e acabaram atingidos por golpes de faca nos braços, segundo o delegado.

 

A adolescente com quem a vítima teria conversado não foi identificada, segundo a polícia.

O caso foi registrado na Polícia Civil em Martinópolis e a mulher permaneceu à disposição da Justiça para ser apresentada em audiência de custódia.

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×