Candidatas “laranjas” podem cassar vereadores eleitos na região

0

Pois, pois, na legislação eleitoral é obrigatório que cada chapa de vereadores tenha no mínimo 30% de candidatas mulheres. Se isso não acontecer, a chapa fica inviabilizada de disputar às eleições. 

Devido a essa obrigatoriedade, desde o começo de sua vigência, principalmente em municípios pequenos, os partidos usavam mulheres como “candidatas laranjas”. Voluntárias que fingem que são candidatas. Para o TSE elas aparecem com as devidas candidaturas normalizadas, contudo, elas não pedem voto, não fazem campanha e em sua maioria aparecem apenas com os votos da família, o seu voto, ou até mesmo nenhum voto. 

Contudo, a partir de um entendimento do TSE em 2019, se uma candidata laranja for descoberta, ela cassará todos os candidatos do partido. O que isso quer dizer: Se existir candidato (a) eleito do mesmo partido que tiver uma “laranja”, ele também será cassado e perderá sua vaga na câmara de vereadores. A nova decisão do TSE está bem clara nesta notícia, clique AQUI.

CANDIDATOS ELEITOS DA REGIÃO PODEM SER CASSADOS

Dito isto, fomos pesquisar se existe alguma possibilidade de ter havido candidatas laranjas em nossa região. E conversando com algumas pessoas r pesquisando no resultado das eleições, encontramos 4 municípios da região com a situação do “laranjal” mais complicada. 

O primeiro caso é de Santo Inácio. O MDB de Santo Inácio teve candidata que tirou apenas 3 votos e não fez campanha. O partido elegeu dois vereadores no último domingo (15).

Os casos mais graves e de difícil explicação são de Guaraci e Paranapoema. Candidatas do PSL de Guaraci e do PT de Paranapoema tiveram apenas um voto. No caso de Guaraci existe um vereador que foi eleito pelo PSL, já em Paranapoema são CINCO eleitos pelo PT local. Uma comprovação da irregularidade mudaria totalmente a composição da câmara de poema. 

Por fim, resta salientar que conversamos com os Ministérios Públicos eleitorais e eles estão inteirados de todos esses casos.

Uma desatenção primária da nova lei eleitoral pode custar caro para alguns vereadores eleitos da região. 

Comentários
Compartilhar.

Os comentários estão desativados.

Importante: Nós usamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso Site. Para saber mais sobre nossas políticas, veja em Política de  Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro
×