Após denúncia, Tribunal de Contas suspende contratação de “oficineiros” em Jaguapitã

0

Pois, pois, em reportagem anterior, noticiamos uma denúncia feita pelo polêmico auditor social, Benedito Silva Júnior, contra um chamamento público que visava contratar “oficineiros” no município de Jaguapitã.

Ciro Brasil x Benedito Silva Júnior

Todos sabem, não é de hoje, que o município está com o índice de pessoal “estourado” por alguns anos e já tomou algumas medidas para tentar sanar esse problema. Uma delas foi a demissão de servidores que eram aposentados e trabalhavam na prefeitura.

E sabendo dessa questão com o índice, o denunciante acusou a prefeitura de Jaguapitã de abrir o credenciamento 04/2018, com intuito de contratar profissionais para trabalhar como se fosse servidores e driblar o índice de folha de pagamento da cidade. E a acusação foi ouvida.

 

TRIBUNAL DE CONTAS MANDA SUSPENDER CREDENCIAMENTO APÓS DENÚNCIA

O Tribunal de Contas acatou à denúncia e na última sexta, 20 de julho, o conselheiro, Fernando Augusto Mello Guimarães, pediu a imediata suspensão do chamamento público. Veja um trecho da decisão despachada:

Essa é a segunda “proibição” que o prefeito de Jaguapitã, Ciro Brasil, enfrenta em um curto período de tempo. Dias atrás, o Ministério Público pediu o cancelamento da licitação que visava à compra de uma caminhonete para o gabinete, algo que também noticiamos por aqui.

Por fim, sobre esse credenciamento, inúmeras denúncias estão chegando à nossa equipe de reportagem sobre algumas pessoas que seriam favorecidas. A principal delas teria ligação com um vereador do município. Vamos esperar o desenrolar desse imbróglio para divulgar possíveis irregularidades.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *