Jaguapitã leva outro ‘puxão de orelha’ do Tribunal de Contas devido ao gasto excessivo com pessoal

0

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) expediu alerta de despesa com pessoal a 22 municípios paranaenses. Dezesseis municípios extrapolaram, em 2015 e 2016, o limite de 54% da receita corrente líquida (RCL) com despesas de pessoal e devem seguir as determinações constitucionais.

E advinha qual município da região que segue no radar do Tribunal de Contas e com um gasto excessivo com despesas com pessoal? Jaguapitã. O município é um dos que estão no topo do ranking nesse quesito negativo, com 60,84%.

Outro município da região que aparece nessa lista é Porecatu com 54,91%. Lembrando que esse ‘puxão de orelha’ do Tribunal de Contas é referente ao ano de 2016.

No caso de Porecatu, a partir de 2017 o município mudou de gestão e segundo o atual prefeito, Professor Fabinho, eles já estão trabalhando para solucionar esse problema herdado da gestão anterior. Em Jaguapitã, o atual prefeito, Ciro Brasil, foi reeleito. Com isso, infelizmente, esse é um problema que ele conhece bem.

Caso não seja suficiente para voltar ao limite, o município deverá exonerar os servidores não estáveis (cargos comissionados). Se, ainda assim, persistir a extrapolação, servidores estáveis deverão ser exonerados (caso que acontece no município de Santo Inácio).

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *